I don't know

abril 24, 2011

É, você deve, deve mesmo lembrar do que nós éramos antes de tudo acontecer. Antes da verdade vim e esfregar tudo na tua cara, antes daquela raiva aparecer, antes disso você devia saber o que nós éramos.
Mas agora, não somos mais. Não somos mais nada.
E quando eu insisto em te ligar e ouço sua voz, tão normal, neutra. Eu penso, penso que você nem sabe o que se passa comigo, não sabe nem do que agora eu penso de você, porque no telefone as palavras não saem. o silêncio consome e o tchau é a única saída.
Pois bem, já foi, já era, não é mais, acabou-se. Tudo. Todos. Nós. Eu. Você. Nossa amizade. Nosso amor.
Tudo acabou meu bem. E agora eu tento me erguer, me desapegar, não pensar, esquecer. Eu tento deixar de te amar, mas sabe, sei lá, eu sei bem que quando te encontrar por aí um sorriso irá brotar de meus lábios. É. Mas deixa, deixa assim...
#Dia 29. 
- O que te faz mais feliz
 Deus, um beijo, um abraço, um sorriso, verdade, sol, vento, família, chocolate, mar, estrada, chuva, céu nublado, estrelas, livros, pulseiras, música, etc.

U're my trying

abril 16, 2011

- Não é a mesma coisa. - ela diz e afasta os lábios do garoto.
- Não, não é. - ele diz, engolindo a dor que já o sucumbia.
- Cara, você não vê? Estamos nos enganando...
- Você acha?! - ele sussurra e se curva até seu joelho, retirando dali uma sujeira imaginária.
- É como se nós estivessemos brincando de tentar esquecer. - ela ri e fica séria. Seus olhos turvos e sombrios de pensamentos.
- Não dá pra esquecer. - ele diz e acaricia seu rosto.
- Eu sei. - conclui e beija os lábios dele. A onda de desejo os atingindo novamente.
- Mas você é um bom remédio para esquecer. - ele diz e imprensa o corpo da garota contra o dele...

 ----------------------------------------------------------
#Dia 28
- O que valorizas mais num blog; indicar um dos teus blogs preferidos.
 Seria preferivel não fazer isso, mas, entendam, eu gosto de muitos blogs, da escrita de muitos, cada um me encanta de sua maneira, mas com quem eu me identifico em cada texto que vejo, é da Lara do blog Memórias Escritas. E o que me encanta nos blogs, é como a pessoa transmite o sentimento, mesmo que seja inventado, como este do meu post de hoje. Beijos pra vocês;
P.s. Ando sumida, doente, sem tempo pra nada, por isso, talvez eu me ausente mais do que de costume por aqui, e raramente visitarei o blog de vocês, peço que perdoem, mas aos poucos irei visitar um a um. Obrigada a todos.

Ele finge, ela acredita

abril 09, 2011

Você diz sempre que serei sua futura namorada. Bom, eu finjo que acredito.
Você me abraça de uma maneira sensual e eu não ligo.
Me beija, me beija, me morde, e eu retribuo.
Sorri, me encara e se volta pra dentro, eu fecho a cara.
Porque mesmo que avancemos um passo,
em outro dia você dá dois para trás.
Se arrepende ou se esquece do que me disse, do que sempre me diz.
E eu me iludo com o que você diz.
Será que algum dia isso vai acontecer?
Será que algum dia finalmente vou ser sua namorada?
Vou amar você?
Você me beija novamente e eu me derreto,
penso, não importa...
Não importa, porque você já me tem, te ter é só uma questão de tempo.






*******************************************************************************************************
#Dia 27. 
- O pior dia da tua vida e porquê
Assim, como eu disse que não existe melhores dias na minha vida, também não existe os piores, existem os difíceis, mas que eu consegui enfrentar. Sem mais.


Damn words

abril 02, 2011

 São palavras curtas que eu tenho pra te dar, são palavras grossas o que eu tenho pra te dizer. Porque dói, arde, rasga, esmaga, enforca. É a sensação de estar sendo esfaqueada na boca do estomâgo, a sensação desgraçada de ter um ataque cardíaco.
 É aquelas palavras feias que você sempre pensa primeiro quando sente algo mais forte. Sim, você sabe que eu não sou disso. Você sabe bem.
 Mas a aparência da sua face vai e vem na minha mente, a aparência do teu sorriso some, e eu tenho aquela raiva distinta, raiva de mim por você. E então aquelas palavras aparecem novamente. E eu grito, grito alto até que todos me encarem espantados. Eu sou assim, cara.
 Eu não falo, eu grito. Eu não escondo, eu declaro. Eu não sinto, eu sou o sentimento em si.
 Garoto do cabelo curto, com lábios grossos ou finos, nem lembro mais, com aquele piercing na boca ou seria na sombrancelha? Garoto, da marquinha na bochecha, da pinta abaixo da orelha, ou seria perto da curvatura do ombro?
 Tá vendo? É por isso que as palavras vem de novo, porque nem de você eu consigo lembrar. Logo de você. E dói. Dói muito.
-----------------------------------------------------------------------------

Hoje seria o dia 27 do meu desafio, mas resolvi reservar esse espaço pra dizer, que hoje o blog faz um aninho, gente *-*. E eu tou tão feliz, porque isso já faz parte da minha vida, já é minha vida. Agradeço a todos vocês. Beijos e bom fim de semana pra vocês.
 
FREE BLOG TEMPLATE BY DESIGNER BLOGS